Diário da Cidade #02

O jornalista descreve o homem “santo” (assim que passou a ser chamado depois de alguns feitos nessa comunidade) como alguém bondoso, calmo, articulado, inteligente e capaz de fazer uma multidão parar para ouvi-lo. Ele também escreveu a matéria conta como conheceu o líder da seita e o longo processo que lhe custou meses para ganhar a confiança do mesmo. Tudo começou quando foi cobrir uma estranha história chamada “O filho de Lúcifer nasce.”

“Tudo começou seis meses antes, quando o editor chefe mandou-me cobrir o caso do estranho bebê nascido no hospital do bairro da antiga catedral. Um bairro que cresceu de forma desordenada por causa da rápida valorização, isto resultou numa explosão comercial e imobiliário. Construtoras investiam pesado no bairro, mas as construções sem comissão de planejamento viraram obras bizarras. Prédios novos, desparelhos, sinistros, pontiagudos, feitos por cima dos antigos deram um aspecto digno do expressionismo alemão. O progresso teve o efeito reverso, as residencias desproporcionais além de virarem zonas de risco bloquearam grande parte da luminosidade do sol, grande parte dessa culpa era da catedral e sua exagerada altura. A atmosfera sombria e escura do bairro propiciou o aumento da criminalidade. E o que foi um “buum”  no começo de desenvolvimento virou exodo.

Hoje apenas os desafortunados residem na comunidade, e não era de se esperar que o Diabo escolhesse local mais propicio para nascer. No dia 06/06 as 06:00h,  em ponto de uma sexta feira nascia uma criança diferente.  Fui mandado ao hospital deste bairro, aparentemente se tratava de um nascimento comum e eu achará que não valeria a matéria. Até ver a criança. A principio julguei que o bebê tivesse algum tipo de deformidade congênita. Ao procurar os médicos para explicar sobre qual mal aquela pobre criança sofria um deles prestou seu relato impressionante; Durante um parto incrivelmente fantástico e cheio de mistérios, correria e pânico por parte de enfermeiros e médicos, uma senhora deu a luz  a uma estranha criatura, com aparência sobrenaturais, que tem todas as características do Diabo, em carne e osso.Demonic-Toys-demon-baby O bebêzinho, que já nasceu falando e ameaçou sua mãe de morte, tem o corpo totalmente cheio de pelos, dois chifres na cabeça, casco e um rabo de aproximadamente cinco centímetros, além de um olhar feroz, que causa medo e arrepios, disse a enfermeira. Ainda incrédulo busquei por mais informações. Uma enfermeira da maternidade descreveu ainda o incontrolável temperamento do sagaz diabo, no berçário da maternidade, furioso ao ver a luz do dia, teria gritado a uma das enfermeiras: “Feche a janela!”. E, olhando friamente para os demais funcionários, emendou: “Ou fecham, ou mato a todo!”  Ao entrevistar os funcionários os próprios apresentavam forte nervosismo e chegavam até a rezar varias vezes o Pai Nosso. A história trouxe em seu enredo boas pitadas de mistério, terror e medo, então decidi mandar para a redação a matéria com o titulo chamativo e pesado; “O filho de Lúcifer nasce.”

 No dia seguinte o popular ganhou conhecimento sobre o rebento maldito. No Sábado, poucas horas depois de o jornal chegar às bancas, o diretor do tabloide recebeu um telefonema do departamento de circulação: a edição estava esgotada, causando furor na população e nos jornaleiros. A multidão queria saber mais. Com tiragem média diária de 65 mil exemplares, o periódico chegou à marca dos 137 mil jornais, o redator chefe mandou-me novamente ao hospital naquele mesmo Sábado afim de saber mais sobre a medonha criança, mas ao chegar as enfermeiras me disseram que o bebê havia desaparecido… “

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s