Distopia – EP.#17 – A Assassina Carmesim – Parte 4 – Irina.

A bambina é durona, apesar de ter certeza que ela fez isso por medo, mas tenho de admitir que a rapariga tem peito, atravessar a Assassina Carmesim “Ferrari” por uma vidraça e ainda ameaçar com um caco de vidro no pescoço, sabendo quem eu sou não é pra qualquer um. A infeliz conseguiu me deixar zonza, sinto vergonha, sobrepujada por uma amadora… Achando que tinha vencido, a irritante exige uma resposta; Sim ou não pelo novo “acordo”. Apesar da vantagem sei que não ela tem coragem de tirar minha vida, por isso fico inclinada a desafia-la. ──  Ou o que, cara mia? Vai cortar minha garganta? A hora é agora! Tanto eu quanto você sabemos que não fará isso… Você está ferrada garota, quando eu me levantar daqui acabo contigo! ── A mão dela transpira e treme, mas não faz, já sabia pelo olhar, antes de matar um tipo de sombra demoníaca surge nas vistas e ela não demonstram isso em nenhum momento, ela não tem olhos de assassina. Quantas-gotas-de-agua-caem-durante-uma-chuvaA maledeta chuva começa, minha visão nubla, acho que por causa do corte na nuca, só consigo ver as luzes dos postes e as gotas caindo, luto para não desmaiar, e depois de um rápido branco identifico o restante do cenário, muitas armas estão dando cobertura a garota punk agora, rifles, pistolas e revolveres apontados para mim, são os donos dos estabelecimentos, esses ratos dariam apoio a qualquer um que tivesse culhoês de eliminar a máfia chinesa e o domínio dela. O chefe do Xīwàng, restaurante onde estávamos se pronuncia em nome de todos. ── Ela pode não ter coragem, mas nós temos! ── Dou uma demorada e debochada risada com todas armas apontadas para meu rosto, sei quando estou em nítida desvantagem, mas não perco a pose, jamais! ── Ahahahahahahahahahaha!!! Ok, o estúdio é seu bambina punk. Mas vou ceder só pra ver os russos acabarem com todos vocês! Sabem o que vai acontecer não é? Rios de sangue pelas ruas, eu e aquele estúdio impedíamos uma gigantesca disputa territorial, os russos só estão quietos porque tínhamos um acordo; eu não atrapalhava o negócio deles e eles não atrapalhavam o meu. Mas sem mim eles vão sair das sombras, vocês causaram o desequilíbrio, satisfeitos? Lavo minhas mãos, a partir de agora só vou assistir essa carnificina e gargalhar!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s